Política de cookies

Nós usamos cookies para oferecer aos nossos visitantes uma clara e confortável ao visitar nossa experiência website. Ao utilizar o nosso website você aceitar o uso de cookies; Você pode aprender mais sobre cookies e seu uso em nosso site na secção Política de Cookies.

Prevenção

Se tivermos em conta dois fatores, podemos conseguir um nível de ruído seguro no trabalho:

  • O volume do ruído e o tempo de exposição ao mesmo.
  • O volume máximo de ruído permitido pelas normas da maioria dos países europeus é, de modo geral, inferior a 85 dB durante um dia de trabalho de oito horas.

Em caso de sensação de ouvido tapado, incline a cabeça para um lado e mexa-a para cima e para baixo e tente deslocar a cabeça para os lados. Desta forma, a água retida sairá.

Os otorrinos recomendam o uso de gotas com várias composições. A maior parte delas contém álcool e, quando este se evapora, absorve a água ajudando o ouvido a secar. As gotas têm efeito antifúngico e antibacteriano.

No entanto, caso tenha o ouvido perfurado, ou se tiver antecedentes de alguma cirurgia ao ouvido, deverá consultar primeiro o especialista para saber se o uso de gotas é seguro.

Uma exposição prolongada a ruídos de forte intensidade poderá causar danos permanentes no ouvido. Quando os danos acontecem, não existe tratamento médico nem cirúrgico que os possa reverter, pelo que a prevenção é extremamente importante.

Existem protetores auditivos adequados em função das profissões ou necessidades. Hoje em dia, existem igualmente protetores especiais para músicos, motoristas e pessoas que trabalham em lugares muito ruidosos (industria têxtil, pilotos de aviação, etc.), que conferem proteção ao ouvido sem que o utilizador perca a capacidade de comunicar.

Está comprovado que o uso indevido de sistemas mp3, mp4 e similares faz com que as gerações mais jovens tenham problemas auditivos em idades muito precoces. Isto deve-se ao facto de ouvirem música a um volume demasiado alto e muito perto do ouvido. Hoje em dia, muitos destes dispositivos incorporam uma limitação de sons para evitar estes problemas.

Deverão ser extraídos por profissionais de saúde, para evitar que surjam complicações. A aplicação de gotas poderá ser suficiente para dissolver o tampão, mas às vezes torna-se necessário aplicar um simples procedimento recorrendo a uma seringa otológica com água temperada. Este processo consiste em introduzir a cânula pelo pavilhão auricular e injetar a água energicamente para retirar o tampão.

Importa recordar que não deverá tentar retirar o tampão com algodão ou cotonetes, pois poderá ferir o tímpano ou provocar uma infeção no canal auditivo.

Quando usamos cotonetes, o que fazemos é empurrar a cera para dentro do ouvido propiciando a formação de tampões. Além disso, também podemos causar irritações ou infeções do canal auditivo. A forma mais adequada e correta de limpar os ouvidos é lavá-los com água durante a higiene diária e secá?los logo a seguir com uma toalha.

A cera forma-se devido à secreção das glândulas sebáceas e sudoríparas do ouvido e atua como mecanismo de defesa. Além disso, também serve para lubricar o canal auditivo e transportar para fora do ouvido o pó, a sujidade e as células mortas que se acumulam dentro do mesmo.